sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O Prisioneiro do Céu - Opinião

Sinopse: Barcelona, 1957. Daniel Sempere e o amigo Fermín, os heróis de A Sombra do Vento, regressam à aventura, para enfrentar o maior desafio das suas vidas. Quando tudo lhes começava a sorrir, uma inquietante personagem visita a livraria de Sempere e ameaça revelar um terrível segredo, enterrado há duas décadas na obscura memória da cidade. Ao conhecer a verdade, Daniel vai concluir que o seu destino o arrasta inexoravelmente a confrontar-se com a maior das sombras: a que está a crescer dentro de si.
Transbordante de intriga e de emoção, O Prisioneiro do Céu é um romance magistral, que o vai emocionar como da primeira vez, onde os fios de A Sombra do Vento e de O Jogo do Anjo convergem através do feitiço da literatura e nos conduzem ao enigma que se esconde no coração do Cemitério dos Livros Esquecidos.

Opinião: Neste livro, que é uma continuação de A Sombra do Vento, as aventuras de Fermín e Daniel continuam. Passamos a conhecer mais da história de Fermín, que surge no 1º livro um bocado do nada. Afinal, tudo tinha um motivo de ser.
Adorei as alusões ao Conde de Monte Cristo, que é uma das minhas histórias favoritas de sempre. Mais uma vez, a trama desta história, manteve-me agarrada do inicio ao fim!Tenho agora o Jogo do Anjo para ler. O Prisioneiro do Céu termina com alusões a esta história, por isso, é já a minha actual leitura.Mas, ficaram muitas pontas por atar nesta história. As circustâncias da morte súbita de Salgado, porque estava a mala vazia, onde está o seu saque? E o Daniel, que irá com certeza procurar vingar a morte da sua mãe, junto do Valls. Estas pontinhas soltas, levam-me a crer, que de certeza que ainda iremos ler mais sobre estas personagens =)

3 comentários:

  1. Olha, ainda bem que vim aqui cuscar. Assim já sei qual o proximo a comprar :)

    ResponderEliminar
  2. Olha, ainda bem que vim aqui cuscar. Assim já sei qual o proximo a comprar :)

    ResponderEliminar