quinta-feira, 9 de abril de 2015

Receita para o Amor - Opinião

Opinião: Este foi o primeiro romance que li da autora Katie Fforde e penso que seja o único publicado em Portugal. A sinopse cativou-me imediatamente não só pela questão do concurso de culinária mas especialmente, porque toda a história se me assemelhou aos livros da Trisha Ashley, também publicados pela Quinta Essência. S
ão romances leves, regra geral divertidos e com um ritmo lento que se torna confortável. Ou seja, são o livro perfeito para ler junto à lareira, num jardim, numa tarde de preguiça.
Receita para o Amor, conta-nos a história da Zoe que consegue a oportunidade de participar num concurso de culinária na tv. Ora o que é que vai acontecer. No meio dos tachos e panelas, a nossa querida Zoe apaixona-se perdidamente por um dos membros do júri, que por sinal é giro que se farta, e as coisas começam a fugir um bocadinho ao controlo dos dois.

Foi toda esta premissa do concurso que me chamou a atenção para o livro. Costumo acompanhar alguns programas de culinária e sempre me perguntei como é que a coisa se processaria. As filmagens, as receitas e a dinâmica entre os concorrentes. Adorei toda esta parte da história! As personagens criadas são fiáveis e quase que as conseguimos identificar de tantos programas que vamos acompanhando. O caos nas cozinhas, os desafios e as rivalidades patentes foram super divertidas de ser ler.
Romance que é romance não podia passar sem ter uma "vilã" que neste caso, não está interessada no romance da Zoe, mas em sabota-la no concurso. Ela é completamente odiosa e eu não a suporto! Dá mesmo vontade de a abanar! Má má má! Faz as coisas mais estapafúrdias contra a Zoe! Grrrrr
Todas as personagens do livro, sejam principais ou secundárias, estão bem construídas e são boas personagens. O cenário da história é idílico, com a típica casinha inglesa numa cidade rural. Agora, houve apenas uma coisa que não resultou para mim, que foi o romance entre os protagonistas. A receita para o amor, para mim falhou. O romance foi instantâneo e sem muito sentido. Num momento conhecem-se e no seguinte a Zoe já é a mulher da vida do Gideon e já estão dispostos a arriscar tudo, sem sequer saberem, qual é a cor preferida um do outro, por exemplo. Para mim não resultou, porque as coisas não são assim na vida real; ninguém se torna na pessoa favorita da outra em 3 tempos e portanto, a coisa não deu.
Fora isto, é de facto um livro perfeito para a ronha. Fiquei acordada até às 2 da manhã para o terminar, porque como é óbvio no fim acontecem todas as revelações. É o tipo de livro em que facilmente sentimos empatia pelas personagens e por isso queremos que tudo acabe bem. Estamos perante um romance de final feliz, recheado de comida e muita emoção. Recomendo sem dúvida para os fãs do género. 

Aproveitem que o tempo anda murchinho, para se aconchegarem a ler A receita para o amor


Sinopse: Pegue numa aspirante a cozinheira.
Junte um membro do júri muito desejável.

Acrescente uma colher de sopa cheia de romance.

Quando Zoe Harper ganha um lugar cobiçado num concurso de culinária na televisão, mal pode esperar para colocar em prática e testar os seus dotes culinários.
Mas à medida que a competição aumenta, ela percebe que começa a sentir uma paixão inconveniente por um dos membros do júri, o verdadeiramente delicioso Gideon Irving.
Muito em breve há mais em jogo que canapés, cupcakes e cordon bleu.
Irá Zoe vencer o concurso, ou será Gideon uma tentação demasiado grande? 

Zoe Harper é uma cozinheira apaixonada. O seu sonho de ter uma loja gourmet aproxima-se mais um passo da concretização quando consegue participar num concurso culinário televisiso, embora a concorrência seja igualmente qualificada e ambiciosa. E, a seguir, Zoe apaixona-se pelo espirituoso e sexy Gideon, que é um dos júris do programa e, como tal, intocável. Então, o que fazer quando se sonha com felicidade ao jogo E ao amor? 

Sem comentários:

Publicar um comentário