quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

A Bibliotecária - Opinião


Opinião: Ok... como é que eu começo isto... hum... pronto. Então, lembram-se da minha opinião acerca do livro As 50 sombras de Grey??? Lembram? Não? então vão lá ler. Eu espero...
Pronto... já leram?
Ok... como dizer isto... epah que desilusão de livro!!!! É o que dá, comprar um livro pela capa, e pelo título claro.
Acho que é um mal comum a quem ama livros; se vemos uma capa ou um título que seja sobre livros, temos de o ler, e partimos sempre do principio que o vamos adorar. Afinal de contas, o que há para não gostar num livro sobre livros?
 Eu digo. Num livro sobre uma bibliotecária, sobre bibliotecas e sobre livros, não se fala de livros. É esse o problema com o livro. Pensei que ia ler um romance lindo que girasse em torno de uma bilbiotecária, mas em que os livros, que são no fundo a paixão dela, fossem pelo menos um dos aspectos centrais. 

Quando começo a ver esta porcaria a descambar para a porrada, passei-me! Senti-me como se estivesse a ler a merda das sombras do outro estúpido outra vez!!! Que como sabem, é uma cópia mal feita de outro livro. Portanto, a determinada altura eu disse: Mas quem é que quer ler uma cópia de uma cópia????
Grrrrrrrrrr. O único aspecto mais positivo da coisa, foi que ao contrário do parvo do Grey, o Sebastian é saudável mentalmente, o que convenhamos, é sempre um ponto a favor quando expomos o rabinho à palmatória! Ah e também o facto da coisa ter terminado com um quase pedido de casamento. Já me conhecem, romântica e tal... lalala gostei disso. E pronto... foi isto... não há muito mais a acrescentar, excepto que a Regina estragou uma das profissões que mais gosto! Parvaaaa....

Sinopse: A jovem Regina Finch adora livros e sente-se feliz porque conseguiu o seu emprego de sonho: trabalhar na New York Public Library. Mas o que parecia ser a promessa de uma rotina tranquila no meio de clássicos da literatura revela-se um irresistível jogo de sedução quando conhece o enigmático Sebastian Barnes. Um dia Regina descobre por entre os corredores do santuário bibliotecário uma tórrida cena sexual entre Sebastian e uma funcionária. Uma mistura de repulsão e desejo consome Regina e uma paixão despertará na jovem sensações jamais imaginadas. Uma tarde repara num livro sobre a vida de Bettie Page. Com estes trunfos, Regina espera descobrir a sua destreza sexual e seduzir o homem que ama.

Sem comentários:

Publicar um comentário