sábado, 30 de novembro de 2013

Bolas


Aquele momento em que percebes, que estás prestes a entrar num novo mês. Dezembro. Percebes que te faltam apenas 31 dias para cumprir o desafio do Goodreads. E percebes que, mais uma vez, não vais cumprir. Shame on me... shameeeeeeeee

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Amo-te Fnac

Sim! Amo! Porque de vez em quando lembram-se e fazem destas promoções, que não lembram a ninguém, e que calham sempre em alturas perfeitas. Aquelas em que, surpresa das surpresas, precisava mesmo mesmo comprar determinado livro, ou mais outro e assim não só comprei uma prenda de natal para uma amiga, como comprei a minha prenda de natal, que vem acompanhada de mais 2 bebes! É ou não é para ficar feliz?


Só que depois recebo este email:


Neuza,

Informamos que, embora a data prevista para a expedição da sua encomenda fosse 27/11/2013, ainda não nos foi possível enviar todos os artigos encomendados.

Se algum destes artigos estava em pré venda, lembramos que só poderemos fazer o seu envio na data do lançamento que estava publicada, salvo atraso na entrega do artigo por parte do fornecedor.
Pelo atraso registado, apresentamos as nossas desculpas.

... ainda não decidi se desculpo 

domingo, 17 de novembro de 2013

Tag - Todo o mundo leu menos EU!!!


Sim, porque há uma série de autores que aparentemente todo o mundo leu, menos eu!
Vi esta Tag no blog Chaise Longue (http://girlinchaiselongue.blogspot.pt) e decidi fazer!

Sou sempre muito reticente em experimentar autores novos. Ao preço que os livros estão, prefiro comprar aquilo que de certeza me vai dar conforto! É como os chocolates, ou as collants... LOOL


Então aqui fica a lista! Autores e seus livros, que toda a gente leu, menos eu!!!

Para começar temos a senhora que recentemente este em Portugal, e que várias blogers tiveram o prazer de conhecer. A Juliet Marillier. Apesar de os seus livros serem apelativos, por qualquer motivo, nunca os li, nem nunca me senti tentada a ler... um erro? Talvez =)


Depois segue-se um autor, cujos livros estão na minha wishlist, mas que vão sempre ficando para trás em detrimento de outros. Lá está aquela questão da segurança nos livros. Haruki Murakami. Mas está para breve!!! Juro!!!



Depois temos Nora Roberts. Que tem uns mil e trezentos livros publicados em Portugal. Todos cheios de flores. Desconfio sempre muito de autores que publicam tanto. Não serão todos os seus livros iguais??? 


Segue-se este senhor. Nicholas Sparks. E não há muito a dizer. Romance romântico e lamechas. Pelo menos é assim que vejo os seus livros. Curiosidade: 0


Segue-se esta grande senhora dos policiais. Agatha Christie. Não me perguntem porquê. Talvez pelas capas serem tãoooo pouco apelativas. E também, por me querer parecer que os livros dela são todos iguais. 


E por fim... e agora sim podem ralhar comigo e bater-me... segue-se... Eça de Queiróz. Não li na escola, por escolha da professora não ler. Logo, não conheço, e não tenho vontade de conhecer... sorry!! Matem-me!!! Aiii se o Pai Férmin lê isto!!! 



Um Passatempo, com cheiro a Domingo =)


Podem participar aqui =) boa sorte!


Sunday's


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Lisboa no Ano 2000 - Opinião

Opinião: Livro escolhido pelo clube de leitura fantástico, já..... aos séculos. Estava à imenso tempo por terminar. Uma antologia com vários contos, de vários autores. Uns perturbadores, outros que não me fizeram sentido nenhum, e UM que adorei!!!

O conto Electro-dependência de Ana Nunes! Para mim, um dos poucos que fez sentido. E isto não é uma critica aos restantes contos, que também são muito bons. Simplesmente achei o conto da Ana brutal!!!
Para quem gosta do género, que não é bem o meu caso, esta antologia é muito boa =)
Ah, o prólogo. FANTÁSTICO!!! 

Sinopse: Bem-vindos à maior cidade da Europa livre, bem longe do opressivo império germânico. Deslumbrem-se com a mais famosa das jóias do Ocidente! A cidade estende-se a perder de vista. O ar vibra com a melodia incansável da electricidade.

Deixem-se fascinar por este lugar único, onde as luzes nunca se apagam, seja de noite, seja de dia. aqui a energia eléctrica chega a todos os lares providenciada pelas fabulosas Torres Tesla.

Nuvens de zepelins sobem e descem com as carapaças a brilhar ao sol. Monocarris zumbem por todo o lado a incríveis velocidades de mais de cem quilómetros à hora. O ar freme com o estímulo revigorante da electricidade residual. Bem-vindos ao século XX!

Lisboa no Ano 2000 recria uma Lisboa que nunca existiu. Uma Lisboa tal como era imaginada, há cem anos.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

De dar em maluca


É  de dar em louca !!! Hoje o livro que estou a ler levou um banho de fruta cozida!!!  Não que eu estivesse a adorar o livro, mas daí a querer que se estrague...
Portanto aqui vai a sequência de desastres, para que não façam igual!

 Livro em cima da mesa, tabuleiro com taças de 

fruta numa mão, bebé ao colo, pousa tabuleiro, 

bebé bate na taça, taça entorna, livro é 

violentamente atingido, Neuza não pode acudir 

ao livro porque tem bebés a chorar com fome, 

livro fica a absorver maçã durante 1 hora e meia

 até poder ser limpo ... foi isto que aconteceu... 

Aspectos a reter! Nunca, mas NUNCA tentar fazer 20 coisas apenas com 

2  mãos. Para quem tiver umas 3 ou 4... força!!!



sábado, 9 de novembro de 2013

Adivinha o quanto gosto de Ti no Outono


Porque da minha vida também fazem parte os livro infantis. Não apenas pela profissão que escolhi, mas porque sempre irei considerar os livros infantis os livros mais importantes de sempre. Afinal de contas, são eles (ou deveriam ser) os primeiros amigos das crianças. 
Adivinha o quanto eu gosto de Ti no Outono, retoma a história da pequena lebre castanha e da sua mãe, só que desta vez, no Outono. A beleza desta estação, aliada à ternura destas duas personagens, fazem destes livros dos mais amorosos que já li. Curiosamente nunca tive oportunidade de os trabalhar em sala. Mas fica aqui a recomendação. 
Um livro lindo para se ler a um filho, na hora de ir dormir, no parque, enfim, no Outono! 

 - Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura Educação pré-escolar Ler em voz alta / Contar / Trabalhar na sala 
A Pequena Lebre Castanha adora brincar ao vento do Outono - especialmente quando ele lhe traz uma grande surpresa. Dos criadores de Adivinha Quanto Eu Gosto de Ti, quatro histórias encantadoras, perfeitas para partilhar com os seus filhos!


Alma Rebelde - Opinião


Opinião: Ora bem... por onde começar. Caramba porque será que tantas das minhas opiniões começam desta forma tão indecisa??? 

Bom, vamos então partir do principio. No inicio da semana comecei por dar uma segunda oportunidade ao livro A rapariga que roubava livros. Queria, juro que queria mesmo muito ter-me sentido cativada por um livro que toda a gente parece gostar... mas não deu. Não estava destinado. Assim, numa manhã, em que já estava atrasada para o trabalho, peguei por impulso no livro Alma Rebelde, e.............. surpriseeeee não me arrependi! 
Alma Rebelde é um livro que se lê de um sopro! Conta a história de amor entre Joana e Santiago, ambos jovens muito à frente no seu tempo. Joana a clássica menina do séc. XIX obediente, oprimida, mas com uma centelha muito forte dentro de si. E Santiago, que de certa forma também é um menino clássico. Pelo menos nos romances! Cavalheiro, verdadeiro, amoroso, intempestivo e muito romântico. Um petisco naquela época =)
Houve apenas um aspecto que não gostei muito, que foram as interjeições constantes da Joana. Os oh e ah pelo meio só me davam vontade de lhe bater. Mas eram defeito da época e não da escritora. Por isso, cala-te e come Neuza!!! 
Apesar da Joana ser uma menina muito típica da época, lembrou-me outra personagem de outro romance que gostei muito, e que nada tem a ver com ela, sem ser talvez, pelo facto de serem ambas muito refilonas. Com a diferença que a Joana se continha mais. Lembra-me a Beatriz, da história Muito barulho por nada, de Shakespeare. Aposto que sou a única =)
Neste livro senti falta de uma coisa. Gostava que algumas coisas importantes que iam acontecendo tivessem sido descritas na altura em que aconteciam, e não sob a forma das reflexões da Joana. Isto porque, eu estava a gostar tanto de ler, que queria mais e mais!!! 
Acho que o maior elogio que posso fazer à querida Carla é que, hoje de manhã, assim que acordei, depois do xixi e de lavar a cara, fui ler. De noite sei que sonhei com a Joana  e com o Santiago, e por isso de manhã só queria ler. E li. Li até terminar o livro. E a vontade que ficou, foi de que não tivesse terminado! Queria mais, e quero mais. a história daqueles dois tem pano para mangas, ou tinta para mais livros! =)
Em suma bem sumida. Gostei mesmo muito!!! Parabéns Carla e tenha a certeza de que duas coisas não me vão escapar daqui para a frente. A primeira, será a compra do seu próximo livro! E a segunda será conhecê-la na feira do livro, visto que este ano não consegui!!! Fica prometido! 

Sinopse: “No calor das febres que incendeiam a Lisboa do século XIX, Joana, uma burguesa jovem e demasia os alicerces de um amor imprevisto... Mas será Joana capaz de confiar neste companheiro inesperado e entregar-se à liberdade com que sempre sonhou? Ou esconderá o encanto de Santiago um perigo ainda maior?”do inteligente para o seu próprio bem, vê o destino traçado num trato comercial entre o pai e o patriarca de uma família nobre e sem meios.

Contrariada, Joana percorre os quilómetros até à nova casa, preparando-se para um futuro de obediências e nenhuma esperança.

Mas Santiago, o noivo, é em tudo diferente do que esperava. Pouco convencional, vivido e, acima de tudo, livre, depressa desarma Joana, com promessas de igualdade, respeito e até amor.
Numa atmosfera de sedução incontida e de aventuras desenham-se  os alicerces de um amor imprevisto... Mas será Joana capaz de confiar neste companheiro inesperado e entregar-se à liberdade com que sempre sonhou? Ou esconderá o encanto de Santiago um perigo ainda maior?