sexta-feira, 22 de março de 2013

Filha da Magia - Opinião

Opinião: Não é, de todo o melhor livro da série sobre Sugar Maple e as suas peripécias. Passamos o livro inteiro a acompanhar a gravidez e nascimento de Laria, para nas ultimas páginas toda a acção se dar em menos de nada!
Para quem acompanha a série, mais alguém adivinhou que o James podia ser o Dane? Eu sim... logo que a Meghan começa a descrever a sua fixação por ele, e o ele ser lindo e blablabla, pensei...hum... fada.... Dane??? E estava certa. Era previsível .. e foi de certa forma uma desilusão.

Não obstante, não deixa de ser um livro de leitura leve e divertido. E, já aprendi qualquer coisinha com ele. Na página 155 deparei-me com a seguinte palavra : "sobressalente", para designar um pneu. Lembrei-me logo do programa da RFM onde se canta o sobsselente, e pensei, caramba, esta palavra não pode existir, porque o pneu é suplente!!! 
Ora fui verificar; e não é que a bodega da palavra existe mesmo??? Mas mesmo assim, Quinta Essência, big mistake! Porque sobressalente, utiliza-se no Brasil, e sobresselente, em Portugal!!! 1/2 ponto para mim!


Sinopse: Em Sugar Maple, Vermont, Chloe Hobbs não podia estar mais feliz com a sua gravidez. No entanto, com a chegada da nova moradora da vila, as coisas vão tornar-se ainda mais mágicas! Laria é um bebé perfeito e Chloe e Luke são uns pais babados mas, ao descobrirem que Laria sai à mãe nas artes mágicas, torna-se claro que a bebé pode ter mais poder do que aquele com que uma profissional como Chloe consegue lidar Em "Filha da Magia", Barbara Bretton continua a saga iniciada em "Feitiços de Amor", "A Magia do Amor" e "Sonhos Encantados".

1 comentário:

  1. Eu gostei, mas não li os anteriores... ainda :D

    ResponderEliminar